A QUAIS ACORDOS AMBIENTAIS O BRASIL ESTÁ ASSOCIADO?

23/jul
Categorias:

APRENDA A USAR MADEIRA DE FORMA SUSTENTÁVEL 1

O governo do Brasil e de boa parte dos países do mundo tem uma relação ambígua e instável com o meio-ambiente; hoje eles valorizam a preservação ambiental e procuram fazer tudo aquilo que está ao seu alcance para salvaguardá-la; amanhã muda-se de idéia, cortam-se fundos e anulam-se importantes acordos de preservação.

É absolutamente natural, portanto, que ocasionalmente surjam dúvidas acerca de qual é o nosso posicionamento oficial como governo em relação a esse assunto.

Infelizmente, contudo, as notícias não são as melhores nesse fronte; estamos em um momento conturbado nesse aspecto, tanto em nível nacional como global.

Para que você não fique de fora, preparamos um breve texto no qual falaremos um pouco acerca de quais são os principais tratados ambientais da atualidade aos quais estamos associados como país.

ACORDOS, CONFERÊNCIAS E PROMESSAS

Desde 1972 vem ocorrendo uma série de reuniões para tratar do meio ambiente.

Algumas tiveram mais impacto, outras menos.

Uma das mais recentes foi a conferência de Paris, realizada em 2015, na qual 195 países – inclusive o Brasil – ratificaram um comunicado se comprometendo a fazer o possível para evitar que a temperatura aumente mais do que 2ºC até o final do século.

Um comprometimento complexo e ousado, sem dúvida.

Na época, esse objetivo parecia mais plausível; a maior parte dos países se mostrou empolgada com o assunto e se comprometeu a trabalhar duro para bater tais metas.

Pouco depois, no entanto, os baques começaram.

O primeiro deles foi duro: a saída dos Estados Unidos do acordo.

O presidente DonaldTrump, durante sua campanha eleitoral, criticou ferozmente o acordo e prometeu que deixaria o mesmo caso fosse eleito.

Dito e feito: pouco depois de assumir a presidência, retirou-se formalmente.

Os signatários sentiram o golpe; os Estados Unidos são responsáveis por aproximadamente 18% das emissões de gás na atmosfera.

O Brasil continua comprometido com esse acordo, porém é impossível negar que hoje ele está um pouco baqueado – até porque nosso atual presidente não possui a preocupação ambiental como um de seus pilares ideológicos – fã confesso do presidente norte-americano, o presidente Jair Bolsonaro chegou até mesmo a cogitar a retirada do Brasil do acordo em questão.

Ainda assim, isso é algo que não aconteceu até o presente momento; o Brasil continua ligado ao acordo e tem metas importantes a bater nos próximos anos. Algumas das mais relevantes são:

 

  • Reduzir em 37% a emissão de gases que provocam efeito estufa até 2025; até 2030 a redução deve ser de 43%;
  • Aumentar em 18% a participação do biocombustível até 2030;
  • Possuir 45% da matriz energética composta de energias renováveis;
  • Renovar 15 milhões de hectares de pastagens que foram degradas;
  • Zerar o desmatamento ilegal na Amazônia

O QUE O FUTURO RESERVA?

Conforme visto, nosso relacionamento com o meio-ambiente enquanto governo muda com frequência.

Sendo assim, hoje a situação de nosso país é essa; estamos comprometidos com o acordo de Paris e fazendo o possível para cumpri-lo, ainda que certos setores expressem clara insatisfação com o mesmo.

A Lajoteiro, contudo, é uma empresa que almeja ser consciente. Por isso, ela tem se esforçado dia após dia para conscientizar o maior número de pessoas possíveis acerca desse tema e ajudá-las a descobrir formas de conviver em harmonia com a natureza.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *