SAIBA QUAIS PRECAUÇÕES DEVEM SER TOMADAS NO RIPAMENTO DE TELHAS

19/set

SAIBA QUAIS PRECAUÇÕES DEVEM SER TOMADAS NO RIPAMENTO DE TELHAS

O telhado costuma ser uma das estruturas mais complexas e delicadas da casa.

Ele é complexo a medida que é composto de uma série de camadas; nos telhados tradicionais costuma-se sobrepor quatro estruturas: terças, caibros, ripas e telhas (adiante iremos explicar o que é cada uma delas).

Já a sua delicadeza advém justamente dessa complexidade; é fácil durante o processo de construção do telhado acontecer algum equívoco que venha a trazer problemas no futuro, tal qual infiltrações, quebras e até mesmo desabamentos.

Sendo assim, é de suma importância conhecer esse tipo de estrutura ao máximo antes de começar a fazê-la, para que você tenha plenas condições de garantir que tudo esteja sendo feito da forma que se deve.

Com isso em mente, a equipe da Lajoteiro preparou um texto especial destrinchandoas principais estruturas que compõem a maior parte dos telhados, com especial foco nas ripas.

GLOSSÁRIO DE TERMOS

Antes de adentrarmos a questão das ripas, é necessário primeiro estabelecermos um glossário de termos, para facilitar o entendimento:

Tesoura: vigas estruturais que deverão dar sustentação ao restante da estrutura;

Terças: nome dado às vigas de madeira que irão sustentar os caibros;

Caibros: é uma espécie de malha que é colocada paralela às tesouras e perpendicular às terças; sua bitola varia conforme o tipo de madeira e de telha que será utilizado no projeto;

Ripas: seriam a penúltima parte da estrutura; vem logo antes das telhas. Elas são, basicamente, vigas de madeira que devem ser colocadas perpendicularmente ao caibro para sustentar as telhas.

Galga: é uma espécie de guia que o carpinteiro deve preparar para garantir que o espaçamento seguido na colocação das telhas será devidamente mantido; a galga será definida com base na telha que será usada, portanto é bom telas de antemão.

FAZENDO O RIPAMENTO DAS TELHAS

Agora que você já sabe quais são as principais estruturas empregadas em um telhado e os termos mais frequentemente utilizados, chegou a hora de conhecer em detalhes alguns cuidados que é preciso ter na hora de fazer o “ripamento” do telhado:

  • As ripas devem ser de boa qualidade para serem capazes de suportar as telhas;
  • Elas devem ser colocadas perpendicularmente ao caibro;
  • Seu espaçamento precisa ser muito bem definido para que as telhas não fiquem frouxas ou até mesmo caiam;
  • É preciso ter em mãos alguns exemplares das telhas que será utilizada para que a galga possa ser medida;
  • A galga deve ser feita por um profissional especializado, para evitar problemas maiores depois — lembre-se, ela será a base de medição para a colocação das telhas em si, portanto se ela for mal confeccionada, todo o telhado acabará ficando ruim;
  • A bitola das ripas irá variar conforme o tipo de caibro, sua bitola, seu espaçamento e o tipo de telha utilizada.

NA DÚVIDA, BUSQUE AUXÍLIO PROFISSIONAL

Conforme visto, a construção de um telhado é um processo complexo, que demanda perícia técnica e preparo.

Sendo assim, é recomendável que você busque o auxílio de um profissional, seja para a construção em si ou para o fornecimento de matéria-prima.

Nesse momento, não hesite; entre em contato com a Lajoteiro e deixe-nos ajudar.

Somos uma empresa com ampla experiência no ramo da construção, que está habituada a vender não apenas ripas, mas também telhas e uma série de outros produtos diversos para sua obra.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *